40 milhões votaram pelo correio e 19,4 milhões, presencialmente, aponta levantamento da Universidade da Flórida. Número equivale a 43,1% de todos os votos da eleição de 2016.

A oito dias da eleição presidencial nos Estados Unidos, 59,4 milhões de americanos já votaram antecipadamente. Segundo o Projeto Eleições, da Universidade da Flórida, 40 milhões votaram pelo correio e 19,4 milhões, presencialmente.

O número equivale a 43,1% de todos os votos da eleição de 2016, quando o então candidato republicano, Donald Trump, derrotou a democrata Hillary Clinton.

Com o alto número de votos antecipados, especialistas preveem que um recorde de 150 milhões de votos pode ser batido e a taxa de participação na eleição pode ser a maior desde 1908.

Texas, Califórnia e Flórida são os estados com maior número de votos antecipados até o momento: 7,2 milhões, 6,5 milhões e 5,7 milhões, respectivamente. Os 7,2 milhões de votos antecipados no Texas já equivalem a 80% de todos os votos na eleição de 2016.

Uma das pessoas a votar antecipadamente foi o presidente dos EUA e candidato à reeleição, Donald Trump. O republicano votou na manhã de sábado (24) em uma biblioteca em West Palm Beach, na Flórida.

A votação antecipada no estado, considerado um dos mais importantes na eleição americana, começou há uma semana, em 19 de outubro. A data oficial do pleito é 3 de novembro.

Também no sábado, a cidade de Nova York registrou longas filas no primeiro dia de votação antecipada. Eleitores esperaram horas para votar, e imagens de filas gigantescas foram registradas em diversos pontos.

Diferentemente do Brasil, o voto não é obrigatório nos Estados Unidos. E os eleitores podem escolher seu candidato antes da data oficial da eleição, inclusive enviando o voto pelo correio.