Peixe tem seis gringos no elenco e tem a intenção em negociar os meias Cueva e Bryan Ruiz. Dirigente do Alvinegro afirmou que ‘ninguém gosta de se sentir inútil’

Desde o início do ano, o Santos tem sofrido com o número de estrangeiros. O técnico Jorge Sampaoli é sempre obrigado a cortar um gringo das partidas. Com isso, o meia Christian Cueva não tem sido convocado e deve deixar o Peixe nas próximas semanas.

Mesmo com a intenção em negociar, o diretor de futebol do Santos, Paulo Autuori, afirmou que ainda não recebeu propostas pelo peruano. Vale lembrar que Cueva está no Peru por sua filha estar com problemas de saúde. Ele deve retornar aos treinos nesta quinta-feira.

– Cinco com possibilidade de atuar. Concordo totalmente com Sampaoli. Não se pode ter mais que o previsto. Ninguém gosta de se sentir inútil. É um grande problema, mas não do Santos, do futebol brasileiro. Dirigentes passando a imagem de contratar, de maneira rasa e por ser mais em conta, trazem jogadores que certamente, um clube como o Santos, com jogadores jovens, podem ter soluções no clube, ao invés de trazer jogadores. Sampaoli conversou com ambos, nós também, de maneira clara e objetiva. Ninguém quer jogar conversa fora para agradar e ser simpático. Na frente as coisas chegam. Não estamos nesse estágio, mas vamos trabalhar para isso. Que relação seja sincera, séria – afirmou Autuori, nesta quarta-feira.

– Propostas existem, são estudadas pelo clube. Temos que adequar à realidade e necessidade do treinador. Eu acho constrangedor ter no grupo alguém que não pode ter oportunidade. Sampaoli foi claro com ele e clube precisa agir. Temos que arrumar soluções. É impensável no futuro ter jogadores por falta de planejamento. Isso não pode ocorrer mais. Temos que ser assertivos. É necessidade, que tem a ver com o treinador – emendou o dirigente.

Cueva foi contratado pelo Santos em fevereiro por R$ 26 milhões, valor que será pago somente em 2020. O meia não engrenou e atuou somente 15 vezes, com nenhum gol ou assistência.

O mesmo caso ocorre com o costarriquenho Bryan Ruiz, que não atua pelo Santos desde novembro de 2018. O Alvinegro busca clubes interessados na Turquia e mundo árabe.

Até o momento, o Santos conta com o colombiano Felipe Aguilar, o paraguaio Derlis González, o uruguaio Carlos Sánchez, o peruano Christian Cueva, o costarriquenho Bryan Ruiz e o venezuelano Yeferson Soteldo.