Conheça os destaques e veja como os 16 clubes iniciam a competição neste sábado

O Campeonato Paulista começa neste sábado, coladinho com o fim do Brasileirão 2020, encerrado na última quinta-feira. Dois dos quatro grandes clubes do estado chegam à competição reforçados por técnicos argentinos: o São Paulo, com Hernán Crespo, e o Santos, com Ariel Holan.

No Tricolor, Crespo, credenciado pelo título da Copa Sul-Americana com o Defensa y Justicia, assume o lugar do demitido Fernando Diniz com a missão de tentar acabar com o jejum de títulos do time. A última conquista foi a Sul-Americana de 2012. No Estadual, a fila é ainda maior: desde 2005.

O Santos, por sua vez, teve de buscar Holan na Universidade Católica, do Chile, depois de Cuca anunciar que não permaneceria em 2021. Na temporada anterior, o time teve como auge o vice da Libertadores e agora tenta voltar a ganhar o Paulistão. O último título foi em 2016.

Atual campeão estadual e da Libertadores, o Palmeiras terá de conciliar o começo de Paulistão, o primeiro do técnico português Abel Ferreira, com as finais da Copa do Brasil de 2020. O Verdão encara o Grêmio neste domingo, em Porto Alegre, e no dia 7 de março, no Allianz Parque.

E o Corinthians, maior campeão paulista, com 30 títulos, estará sob o comando de Vagner Mancini. O Timão vai tentar manter o excelente retrospecto recente na competição: chegou nas quatro últimas finais e conquistou três títulos (2017, 2018 e 2019).

A Federação Paulista de Futebol distribuirá R$ 11 milhões em premiação. O campeão ficará com R$ 5 milhões. E o vice leva R$ 1,5 milhão.

Os grupos do Paulistão 2021:

  • Grupo A: Corinthians, Botafogo-SP, Inter de Limeira e Santo André
  • Grupo B: São Paulo, Ferroviária, Ponte Preta e São Bento
  • Grupo C: Palmeiras, Red Bull Bragantino, Ituano e Novorizontino
  • Grupo D: Santos, Guarani, Mirassol e São Caetano
 — Foto: ge

— Foto: ge