Vítima mora em Birigui e reconheceu o investigado, que negou o crime; alegou ter encontrado a moto

Um servente de 39 anos, morador no bairro São Judas, em Guararapes (SP), foi preso na noite de quinta-feira (21), acusado de roubar uma moto. Ele caiu com o veículo ao fugir da polícia e foi reconhecido pela vítima, apesar de ter negado o crime.

Um auxiliar de serviços gerais de 40 anos, morador no Jardim Sumaré, em Birigui, contou à polícia que estava parado ao lado da moto, uma Honda Titan, na praça Nossa Senhora da Conceição.

Por volta das 20h, ele foi surpreendido por três desconhecidos que estavam em duas motos. Os bandidos vestiam moletons escuros, estavam de capacete e um deles segurava um punhal.

Ele anunciou o assalto e fugiu levando a moto e o celular da vítima, que foi até a base da Companhia da Polícia Militar e comunicou o crime.

Os policiais saíram em patrulhamento pelo bairro São Judas, que é a direção informada pela vítima que os bandidos teriam fugido, e viram uma moto semelhante à que foi roubada.

O acusado estava com o veículo na rua José Vieira Torres e fugiu ao ver a viatura. Ele passou a ser acompanhando caiu com a moto quando entrou na rua Maestro Pedro Sala.

Apesar da queda, ele tentou fugir pulando o muro de uma residência no cruzamento com a Santo Antônio.

Após ser detido, o acusado alegou ter encontrado a moto estacionada próximo ao Guararapes Clube e resolveu pegá-la para dar uma volta. Ele passou pelo pronto-socorro para tratar dos ferimentos que sofreu na queda com o veículo e apresentado no plantão policial.

Em depoimento, manteve a versão de que teria encontrado a motocicleta estacionada com a chave no contato e resolveu dar uma volta. Disse ainda que fugiu da viatura por ter se assustado.

Entretanto, a vítima esteve na delegacia e o reconheceu como sendo o ladrão que fugiu com o veículo após o roubo. Ele foi preso em flagrante por roubo e ficou à disposição da Justiça.

Fonte: Hojemais