Vítima foi socorrida com ferimento no lado esquerdo do peito e um corte no braço esquerdo

Um desempregado de 20 anos, morador em Braúna (SP), foi preso no domingo (11) acusado de esfaquear a ex-companheira dele, que tem 33 anos. Ele foi detido já no trevo da cidade, enquanto era perseguido por populares e tentava fugir.

O crime aconteceu no final da manhã, na rua Getúlio Vargas. Policiais saíram em patrulhamento após denúncia de que um homem havia esfaqueado a ex-companheira e estava fugindo, perseguido por populares.

Os policiais surpreenderam o acusado próximo ao trevo da cidade. Ele corria e um grupo de pessoas corria atrás dele.

Ao ver a viatura, o desempregado foi de encontro aos policiais e confessou que havia esfaqueado a ex-companheira.

Após prendê-lo, os policiais foram para a casa da vítima e a encontraram com uma perfuração no peito do lado esquerdo e um corte no braço esquerdo. Segundo a polícia, os ferimentos aparentavam ser superficiais e ela foi levada ao hospital.

O acusado informou à polícia onde havia dispensado a faca usada no crime e ela foi encontrada e apreendida.

Ele foi apresentado na delegacia em Penápolis, preso em flagrante por tentativa de homicídio e ficou à disposição da Justiça.