Pork’s Alviverde levou faixas para o portão do Allianz Parque, enquanto a Mancha Alviverde colocou bananas na entrada da empresa que o mandatário do Verdão é um dos sócios


Duas torcidas organizadas do Palmeiras fizeram protestos entre a noite de segunda-feira e madrugada de terça. A Pork’s Alviverde levou faixas para um dos portões de entrada do Allianz Parque, enquanto a Mancha Alviverde deixou bananas na entrada da empresa que Maurício Galiotte é sócio.

O presidente do clube e Alexandre Mattos são os principais alvos nos dois casos. Durante o jogo contra o Grêmio, domingo, os dois também ouviram xingamentos da Mancha, principal uniformizada do clube. Mano Menezes, diante da atual sequência sem vitórias, também voltou a ser atacado.

Os protestos estão acontecendo seguidamente desde que a eliminação na Copa Libertadores para o Grêmio. Campeão brasileiro em 2018, o Verdão acabará a temporada de 2019 sem taças, mas a princípio manterá os líderes do departamento de futebol. Tanto Mattos quanto Mano estão tocando o planejamento para o ano que vem.