Decreto também permite que lojas possam atender os clientes para pagamento de crediário, com porta fechada


O prefeito de Penápolis (SP), Célio de Oliveira (sem partido), editou decreto nesta quarta-feira (8), autorizando o funcionamento de salões de cabeleireiro, barbearias e também garagens de automóveis.

O anúncio foi feito durante live no Facebook da Prefeitura no início da tarde, com a participação do secretário municipal de Saúde, Wilson Carlos Braz.

A partir da publicação do decreto, esses estabelecimentos estarão autorizados a atender clientes, seguindo regras pré-estabelecidas.

Célio de Oliveira explicou a medida atende pedido dos prestadores de serviço e não fere a quarentena decretada pelo governador do Estado, João Doria, que foi estendida desta quarta-feira até o próximo dia 22.

“Estamos saindo na frente nessa medida. Como não tem nada contemplando no Estado nesse sentido, eu tenho essa prerrogativa”, informou ao Hojemais Araçatuba .

Nos casos dos salões de cabeleireiros e barbearias, os estabelecimentos poderão voltar a funcionar, porém, atendendo apenas um cliente por sala e com hora marcada.

Será ainda, preciso seguir todas as medidas de higiene e prevenção à covid-19, que é a doença provocada pelo coronavírus, incluindo máscaras e luvas. O responsável pelo estabelecimento deverá manter a porta fechada para atendimento ao público e não pode existir sala de espera.

A óticas também poderão atender, seguindo as mesmas regras que são adotadas pelas farmácias, por se tratar de estabelecimentos voltados à higiene pessoal.

O mesmo ocorre com as garagens de veículos, que atuam no comércio de veículos, que poderão atender, mas seguindo as regras de segurança e prevenção. Essa, de acordo com Célio de Oliveira, é uma tendência que vem ocorrendo no estado.

Com relação às lojas, elas poderão atender os clientes para pagamento de crediário. Porém, as portas dos estabelecimentos devem permanecer fechadas ao público, permitindo a entrada individualmente.

Na última quinta-feira (2), a Prefeitura de Penápolis publicou decreto restringindo a entrada de pessoas em hipermercados, supermercados e mercados da cidade durante a pandemia da covid-19.

Desde então, está proibida a entrada de mais de uma pessoa da mesma família e/ou acompanhante, na mera condição a passeio, no interior dos hipermercados, supermercados e mercados da cidade.

A medida, que tem objetivo de conter o movimento nesses estabelecimentos durante o período de isolamento social, foi elogiada por consumidores preocupados com a contaminação pelo coronavírus.

Entretanto, de acordo com o prefeito, ainda se vê nos estabelecimentos, pessoas utilizando de foram irregular a liberdade. Por isso, o prefeito pede às pessoas que só saiam de casa em caso de necessidade extrema.