O Real Madruga, que precisava vencer Dracena no jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista de Futsal por uma diferença de três gols, foi além e goleou o adversário por 6×2. A partida foi na quadra da Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Henny Ferraz Homem, no Ipanema. Agora, o time comandado por Leandro Luz vai enfrentar a AABB da Capital no dia 11, em São Paulo, e 14, em Araçatuba.

Sabendo do tamanho do desafio, os jogadores do Madruga foram pra cima e abriram o placar aos 30 segundos de partida com chute de Japa no ângulo do goleiro Jackson de Dracena. Em seguida, a equipe do Madruga viveu momentos de drama, pois viu seu jogador Gustavo Villar se contundir seriamente em choque com jogador adversário, tendo que deixar a quadra de maca e ir ao pronto-socorro.

Sem Villar, mas com Juninho em noite de muita inspiração, o time manteve seu foco e pegada e chegou ao segundo gol com Claytinho, que aproveitou passe na medida de Japa. Com 2×0 no placar, parecia que o terceiro gol seria questão de tempo. A torcida que lotou as dependências da quadra, fazia sua parte e empurrava o time, porém, o Madruga abusou das faltas no primeiro tempo, o que deu ao adversário, a chance de diminuir em tiro livre com Renato Sá.

O gol não diminuiu o ímpeto do Madruga que restando 20 segundos para o término do primeiro tempo, voltou a ampliar para 3×1, de novo com Japa que aproveitou chute de Nicolas e marcou seu segundo gol no jogo.

Mesmo com gol sofrido no início da segunda etapa, a equipe chegou ao quarto gol com Bruninho, ao quinto com Japa e fechou com Nicolas uma goleada histórica e que deu ao Madruga vaga inédita na final do campeonato Paulista da série A-1. Outro destaque do time foi o goleiro Rafa, que fez defesas mirabolantes e salvaguardou meta Madrugueira. A equipe do Madruga formou com Rafa no gol, Claytinho, Nicolas, Juninho e Japa. Entraram ainda Villar, Bruninho, Bruno, Alisson, Kiko, Bolera e Marquinho.