Acusados têm passagens por furto no Estado do Paraná e teriam vindo a Birigui só para a prática do crime


A Polícia Militar de Birigui (SP) prendeu na madrugada desta segunda-feira (18), três homens acusados de invadir o prédio de uma empresa na cidade para furto. Eles foram detidos quando fugiam do local e confessaram terem vindo do Estado do Paraná para cometer o crime.

O flagrante foi feito por equipe da Força Tática que fazia patrulhamento pelo bairro Colinas e foi informada por rádio de um furto em andamento em um depósito de materiais para construção instalado na rua Mário Fiorotto.

Os policiais seguiram para o local e encontraram a cerca cortada e dobrada. Também havia um buraco na parede, uma janela do escritório estava aberta e o interior da sala todo revirado.

Foi solicitado apoio e tiveram início as diligências para tentar encontrar os autores. Próximo ao bairro Jardim do Trevo, foi visto um VW Voyage ocupado por três pessoas e os policiais perceberam que ao ver a viatura, o condutor do veículo acelerou e entrou na rodovia Marechal Rondon (SP-300).

O carro foi acompanhado, entrou na estrada vicinal Antônio Mestriner e parou após percorrer quase quatro quilômetros.

Assim que o veículo parou ao lado de um pasto, os três ocupantes descerem e fugiram em direção a um matagal, pulando cercas. Eles chegaram a cair algumas vezes durante a tentativa de fuga e foram detidos.

Dois dos presos moram em Apucarana (PR), um com 30 e o outro com 46 anos. O terceiro tem 43 anos e não informou em qual cidade paranaense reside.

Ele alegou que apenas conhecia os outros dois acusados, aos quais havia dado uma carona. Com os outros dois foram apreendidos R$ 920,00 em dinheiro e eles afirmaram ter passagens por furto no Estado do Paraná.

Ainda segundo os acusados, eles teriam vindo para Birigui para furtar a empresa, mas encontraram muito menos dinheiro do que esperaram.

No carro em que estavam havia uma mochila com ferramentas usadas em arrombamento, entre elas lanterna, alicate de pressão, marreta, tesoura de poda (que pode ter sido usada para cortar a cerca) e uma chave de fenda.

Os três foram apresentados no plantão policial após passar por atendimento médico no pronto-socorro.

O proprietário da empresa também esteve na delegacia e relatou ter visto o furto pelas câmeras de segurança do prédio. As imagens seriam entregues à polícia posteriormente.

Elas mostram os criminosos chegando ao local às 23h57. Um deles abriu o buraco na parede e entrou no escritório. Usando uma chave de fenda, ele arrombou a porta que leva ao caixa da empresa e pegou o dinheiro. A ação durou menos de cinco minutos.

O prédio e o carro que estava com os acusados foram periciados por equipe do Instituto de Criminalística. Após serem ouvidos, os três seriam encaminhados para a cadeia de Penápolis, onde ficarão à disposição da Justiça.

Fonte: Hojemais