Um dos policiais foi atacado por Pit Bull e atirou nele, que foi socorrido a uma clínica veterinária e não corre risco de morrer

Um mototaxista de 40 anos, morador no residencial Atlântico, em Araçatuba (SP), foi preso na noite de quinta-feira (28) acusado de tráfico de drogas. O flagrante foi feito por equipe do GOE/Deic (Grupo de Operações Especiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais) da Polícia Civil.

Um dos policiais reagiu ao ataque de um cão, que foi baleado e socorrido a uma clínica veterinária. Ele não corre risco de morrer.

Os investigadores vinham recebendo denúncias há mais de um mês de que o mototaxista estaria comercializando drogas, negociadas pelo celular, e atendendo os clientes por “delivery” . Ainda segundo a polícia, ele já é conhecido, inclusive com condenações por tráfico de drogas.

Comércio

Durante a investigação, os policiais identificaram que ele utilizava um imóvel na rua Marcílio Dias para praticar o crime. Esse imóvel possui uma oficina de motos na parte de frente e nos fundos, uma edícula do tipo sobrado, onde funciona um comércio de temperos da família dele.

Os policiais iniciaram o monitoramento do local à distância e assim que passou a chuva que caiu no início da noite, eles surpreenderam o investigado quando ele saía de moto do local.

Ao perceber que seria abordado ele deixou o veículo e correu. Durante o trajeto, tentou jogar um saco plástico sobre o telhado, mas foi detido e nesse saco havia 30 porções de cocaína.

O mototaxista foi algemado e levado ao estabelecimento comercial. Quando a equipe entrava pelo portão, foi surpreendida por um cão da raça Pit Bull. O animal, chamado de Davi, investiu contra um dos investigadores, que atirou contra o animal, que foi ferido na mandíbula.