Vítima de Penápolis trabalhava na penitenciária de Avanhandava e foi encontrada caída na pista ao lado do veículo

O agente penitenciário Fernando Lazari, 35 anos, de Penápolis (SP), morreu na manhã desta terça-feira (26) após se envolver em um acidente com a moto que conduzia pela rodovia Marechal Rondon (SP-300).

Segundo a polícia, o fato aconteceu próximo à Penitenciária de Avanhandava, onde a vítima trabalhava. Lazari foi encontrado por um colega de trabalho caído na estrada.

Consta no boletim de ocorrência que o acidente aconteceu próximo ao quilômetro 475, na pista leste (sentido capital). Um funcionário do presídio que havia acabado de deixar o trabalho, por volta das 6h, seguia pela pista oeste (sentido interior) quando viu a vítima caída próximo ao ao asfalto, na pista contrária.

A testemunha imediatamente retornou à penitenciária e comunicou outro colega de trabalho sobre o acidente. A Polícia Militar Rodoviária foi acionada e localizou Lazari ainda com vida, sendo atendido por equipe de resgate.

Ele foi levado ao pronto-socorro de Penápolis para atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos, dando entrada na unidade já sem vida.

O local onde aconteceu o acidente foi periciado e, de acordo com a polícia, existe a suspeita de que a moto do agente penitenciário, uma Suzuki Yes, tenha sido atropelada por outro veículo não identificado.

No local não foram encontradas marcas de frenagem, mas sim, sinais que indicam que a moto foi arrastada por cerca de 15 metros. Lazari estava com o revólver que usava no trabalho, o qual foi recolhido.

O corpo dele foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico antes de ser liberado para velório e enterro.

Segundo o Jornal Interior de Penápolis, Lazari era casado e deixa uma filha de 4 anos. Ele morava no bairro Jardim Del Rey e cursava Direito na Funepe (Fundação Educacional de Penápolis).

 

Fonte: Hojemais