Neste domingo taxa é de 91,7%, abaixo da média do Estado; leitos passaram de 15,82 para 20,04 por 100 mil habitantes

Após atingir 98% de taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid na semana passada, a maior entre todas as 17 regionais do Estado, a área do DRS-2 (Departamento Regional de Saúde) de Araçatuba registra neste domingo (28), com 91,7% de taxa de ocupação.

O percentual está abaixo da ocupação média do Estado, que é de 92%, e atrás apenas de Franca (89,1%); Grande São Paulo (91,3%); Piracicaba (90,8%); Registro (79,6%); e Taubaté (88,1%).

A maior taxa de ocupação no Estado atualmente é a da região de Bauru, que está em 98,5%, para uma oferta de 18,8 leitos de UTI por 100 mil habitantes.

A região de São José do Rio Preto, por exemplo, tem 35,9 leitos por 100 mil habitantes, ou seja, quase o dobro de Bauru, tem 91,8% de taxa de ocupação, acima de Araçatuba.

A melhora da situação da região de Araçatuba deve-se em boa parte justamente ao aumento no número de leitos disponíveis. Segundo o governo do Estado, neste domingo a região conta com 20,04 leitos de UTI Covid por 100 mil habitantes. Em 28 de fevereiro essa oferta era de 15,82 leitos por 100 mil habitantes.

Nesta semana a Santa Casa de Araçatuba colocou em funcionamento dez novos leitos de UTI e existe a previsão de serem instalados outros dez.

A Prefeitura de Andradina também anunciou a instalação de 20 leitos de UTI e o governo do Estado prometeu montar um Hospital de Campanha no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) da cidade, com mais dez leitos de tratamento intensivo.
Fonte: Hojemais