Nesta terça-feira foram divulgados os resultados de 455 exames, dos quais, 164 tiveram diagnóstico positivo

Mais 164 casos positivos de coronavírus foram confirmados em pacientes de Araçatuba (SP) por meio de exame nesta terça-feira (22). Assim, subiu para 366 casos positivos na semana e 9.398 desde o início da pandemia.

Entre os casos confirmados, está o de um homem com 59 anos, que morreu no último sábado (19) na Santa Casa e a morte estava em investigação.

A Secretaria Municipal de Saúde também comunicou nesta terça-feira, a morte de uma mulher de 83 anos, ocorrida no domingo e confirmada por exame nesta tarde.

Assim, sobe para 202 os óbitos de pessoas de Araçatuba com coronavírus desde o início da pandemia. Há uma morte em investigação, aguardando resultado de exame.

O que chamou a atenção nesta terça-feira foi a quantidade de exames que tiveram o resultado divulgado nas últimas 24 horas, totalizando 445, com 291 deles dando negativo.

Entre os 164 que tiveram resultado positivo, 146 são particulares; nove foram feitos pelo Instituto Adolfo Lutz; nove foram feitos em farmácias; e dois são testes rápidos.

A Secretaria de Saúde informou que a grande quantidade de resultados se deve pelo represamento que ocorreu nos últimos dias.

Ontem havia 476 pessoas aguardando diagnóstico e mesmo com as novas 235 notificações feitas à Vigilância Epidemiológica nas últimas 24 horas, caiu para 256 o número pessoas que aguarda o resultado de exame.

Entre os infectados que tiveram o diagnóstico confirmado nesta terça-feira há sete crianças, duas delas com menos de 1 ano de vida e a mais velha tem 7 anos.

Outras 37 pessoas tem entre 17 e 29 anos; 42 tem entre 30 e 39 anos; 36 entre 40 e 49 anos; 22 entre 50 e 59 anos; e mais 22 com 60 anos ou mais.

Voltou a subir o número de pacientes de Araçatuba em tratamento hospitalar, passando de 41 ontem para 45 nesta tarde. As quatro internações nas últimas 24 horas ocorreram na Santa Casa, que tem 34 hospitalizados com sintomas de covid-19.

Dos 45 internados, 13 estão na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), seis deles mantidos intubados e em ventilação mecânica.

Há ainda, 1.360 pessoas sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica por terem apresentado sintomas ou terem feito contato com casos sintomáticos.

Fonte: Hojemais