Araçatuba está de vez no cenário nacional do Karatê. A cidade conta agora com cinco academias credenciadas pela CBK (Confederação Brasileira de Karatê), responsável pelo Circuito Olímpico da modalidade e pelo ranking que qualifica os atletas para os jogos Olímpicos, além da FPK (Federação Paulista de Karatê), ambas filiadas à WKF (World Karatê Confederation), que terá o Karatê como Esporte Olímpico nas Olimpíadas de 2020, no Japão.

As academias credenciadas estão aptas a realizar o Exame de Graduação de DAN, que é o grau de faixa preta no Karatê. Na classificação de faixas preta, a primeira faixa preta classifica-se como 1° DAN, a segunda como 2° DAN e assim por diante em ordem crescente. Em um plano simbólico o branco representa a pureza do principiante e o preto se refere aos conhecimentos apurados durante os anos de treinamento. De acordo com os artigos 189 e 191 da CBK, para a mudança de faixa preta são necessários idade mínima de 12 anos para a primeira graduação e comprovação de 12 meses de faixa marrom, a cada nova graduação novas exigências são necessárias de acordo com os artigos.

Com as academias credenciadas em Araçatuba, além da visibilidade para o esporte, cria-se um maior interesse à prática do karatê. E também uma facilidade para quem realiza a graduação do DAN, uma vez que os atletas da cidade e da região tinham que se deslocar para a cidade de São Paulo para a realização do exame de faixa e agora não mais.

HISTÓRIA EM ARAÇATUBA
De acordo com os Shihan Manoel Francisco Pedroso da Costa, conhecido como Professor Mané e o Shihan Fábio Yukshighue Mizugai, praticantes do Karatê Shotokan, a modalidade chegou a Araçatuba em meados da década de 70, com o Mestre Alberto Hidetoshi Ukitima, conhecido no meio por Mestre Toshi. Os shihan Fábio e Manoel aprenderam a modalidade com o Mestre Toshi e continuam propagando seus ensinamentos até hoje na cidade.

SOCIAL
A cidade conta com um projeto destinado à prática do karatê idealizado pelo Sensei Luiz Cláudio Neves Ranuci, com apoios dos Senseis Juliana Batista, Saulo Dias e João Roberto na Base da Polícia Militar, localizado na Rua Joaquim Cândido, 1631, Conjunto Habitacional Hilda Mandarino.

O Shihan Manoel disponibiliza bolsas para crianças carentes de segunda e quarta- feira, das 17h às 20h, na Associação Kensey Kan, na Av. Waldemar Alves, 905 Vila Industrial.

O Shihan Fábio Mizugai disponibiliza bolsas para crianças carentes na academia Dynamic Sports na Av. Marechal Deodoro, 1483, São João. As aulas são as terças, quartas e sextas-feiras das 18:30h às 19:30h.