Araçatuba está entre as cem cidades mais inteligentes do Brasil. A informação, presente no Ranking Connected Smart Cities, foi divulgada esta semana pela revista “Exame”. Elaborado pela consultoria Urban Systems em parceria com a empresa de organização de eventos Sator.
O município aparece na 97ª posição, com nota 30,309 – a pontuação máxima neste ano é de 69,5. Foi a primeira vez que Araçatuba apareceu na lista das melhores. Campinas, a primeira colocada, obteve nota 38,977.
O estudo levou em consideração 70 indicadores, que têm relação com mobilidade urbana, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia. Na edição de 2019, o estudo incorporou ainda seis indicadores novos: o uso de veículos de baixa emissão de poluente, percentual da força de trabalho ocupada em setores de tecnologia e comunicação e nos ramos da educação e pesquisa, número de computadores e laptops em escolas públicas, percentual de resíduos plásticos recuperados e percentual da população que vive em regiões de baixa e média intensidade.
Outro ponto positivo que a pesquisa trouxe é o fato que, além de Araçatuba, outra cidade da região aparece na entre as cem melhores. Lins obteve nota 31,917 e obteve a 47ª colocação. Dos cem municípios mais inteligentes e conectados deste ano, 67 estão no Sudeste, sendo 47 deles no Estado de São Paulo.
O ranking considera um mapeamento das cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes. Há também avaliação de cidades com população entre 50 mil e cem mil habitantes, até 500 mil moradores e acima desse montante.
Em entrevista à “Exame”, a idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria, afirma que a proposta do ranking “não é criar competição entre as cidades, mas possibilitar que as boas iniciativas sejam compartilhadas”. O órgão avalia que uma cidade inteligente deve buscar equilíbrio em todos os eixos e que, com menos problemas relacionados à educação, a segurança tende a melhorar.