Ator havia se internado de forma voluntária em uma clínica de Sorocaba (SP) no dia 11 de junho. Instituição para onde artista foi transferido não foi divulgada.

O ator Sérgio Hondjakoff foi transferido do Instituto de Dependência Química de Sorocaba (SP) na tarde desta quarta-feira (6). O artista havia iniciado o tratamento contra dependência química no local no dia 11 de junho, de forma voluntária.

De acordo com o diretor do local, Denis Marcelo de Carvalho, o ator foi levado pelo o ex-Polegar Rafael Ilha por volta de 13h, com autorização da mãe dele. A instituição para onde o artista foi transferido não foi divulgada.

O diretor do instituto em Sorocaba informou que o tratamento dele deveria ter uma média de três a quatro meses. O g1 tentou contato com a mãe de Sérgio Hondjakoff e com Rafael Ilha, mas ainda não obteve respostas.

Sérgio Hondjakoff é conhecido por fazer o personagem Cabeção na novela “Malhação”, da TV Globo.

Internação

Um dos responsáveis pela internação do ator em Sorocaba foi Rafael Ilha. Pelo telefone, o ex-Polegar explicou que se sensibilizou com o vídeo que viralizou nas redes sociais no qual o ator ameaçou o pai.

Ao g1, Rafael detalhou que pediu ajuda para uma amiga e que entrou em contato com a mãe do ator. Em seguida, ligou para Sérgio e conversou por aproximadamente 40 minutos com ele até convencê-lo de iniciar um novo tratamento contra a dependência química.

“Quem nunca passou por isso tem uma visão quando vê aquele vídeo [da ameaça ao pai]. Para a gente que passou, para as famílias que passam por isso, é uma outra visão. Eu vi como um pedido de socorro também. Conversei muito com ele, até convencê-lo a vir para cá”, diz Rafael, que também teve envolvimento com drogas e precisou ser internado para tratamento.

Segundo o ex-Polegar, um colega que estava no Rio de Janeiro, onde o ator mora, também conversou pessoalmente com ele. Depois disso, todos os procedimentos foram iniciados e uma equipe da clínica sorocabana foi até o Rio de Janeiro para buscar o ator e trazê-lo para o interior paulista.

Hondjakoff chegou a gravar um vídeo antes da internação no qual disse que estava bem. Ele também pediu desculpas ao pai pelas ameaças que fez.