Cada vereador recebia de R$ 600 a R$ 800 por dia em viagens oficiais

Por Andréia SilvaPublicado em 23/02/2021 às 12:12🕑 3 minutos de leitura
Helton Prando está feliz em poder mudar certos costumes na Câmara Municipal (Foto: Secom Prefeitura)

A Câmara Municipal de Andradina aprovou na sessão ordinária de ontem (22) um Projeto de Resolução que acabou com o pagamento de diárias de viagem dos vereadores, assessores e servidores do Legislativo. Os vereadores recebiam anteriormente aproximadamente R$ 600,00 por dia com viagens a São Paulo e aproximadamente R$ 800,00 por viagem a Brasilia.

“Esta atitude traz muitos benefícios para Andradina, o processo de economicidade é de extrema importância e nós temos que cumprir as determinações do Tribunal de Contas do Estado, acredito que todos os vereadores estão unidos por um só ideal que é colocar Andradina em uma posição melhor e por isso trabalhamos.”, disse o presidente da Câmara Helton Rodrigo Prando.

A partir de agora os vereadores terão que prestar contas de viagens oficiais, da mesma maneira que seus assessores. Mesmo assim haverá um valor limitador de gastos de R$ 20 UFMs para viagens a São Paulo e 25 UFMs para viagens a Brasília. Cada UFM está avaliada em R$ 29,03 (Vinte e nove Reais e três centavos) no ano de 2021.

Apesar da grande pedida popular, a votação não foi unânime os vereadores Sérgio Santaela (DEM), Hernani da Bahia (PODEMOS), Rodarte dos Anjos (PDT) e João Máximo (REDE) foram contrários ao fim da diárias