Treinador foi denunciado em dois artigos após relato de árbitro na súmula da partida

O técnico do São Paulo, Rogério Ceni, foi denunciado pelo STJD em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva pelo incidente ocorrido no empate contra o Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro, e pode pegar até 16 jogos de gancho.

Ceni criticou a atuação do quatro árbitro, Salim Fende Chávez, que foi quem pediu ao árbitro, Bruno Arleu de Araújo, que ele fosse advertido. Ele negou ter ofendido Chavez e contou que havia solicitado ao delegado da partida que desse sua versão sobre o cartão amarelo recebido momentos antes, o que, segundo o treinador, fez com que o quatro árbitro pedisse o cartão vermelho (veja no vídeo acima).

Na súmula, Araújo relatou que Ceni deixou a área técnica, protestou e, depois, ocasionou um “tumulto”:

– Por sair deliberadamente de sua área técnica, discordando e protestando com gestos na direção do 4º árbitro, sr. Salim Fende Chaves, proferindo as seguintes palavras: “Arbitragem caseira!”. Informo ainda que, após a expulsão, o mesmo ficou rodeando o 4º árbitro, ocasionando um tumulto, oferecendo resistência para sair do campo de jogo e somente se retirando após auxílio de integrantes de sua comissão técnica.

Equipe testa força como mandante em maio; confira

São Paulo é apenas o oitavo; veja ranking de sócios por clube

Nikão participa de parte do treino

O STJD entendeu que o treinador infringiu as condutas do Art. 257 (participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente) e o do Art. 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código).

A pena máxima pode chegar até 16 partidas somadas as duas denúncias. No entanto, a defesa do São Paulo deve pedir apenas uma advertência, algo mais habitual em casos dessa natureza.

O treinador cumpriu a suspensão pelo vermelho no confronto seguinte, diante do Santos, no Morumbi. O auxiliar Charles Hembert foi quem assumiu o comando da equipe, que venceu o duelo por 2 a 1.

Ceni comandará normalmente o São Paulo nesta quinta-feira, às 19h30, diante do Juventude, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O jogo de ida terminou empatado por 2 a 2.