Cuca pede Santos ofensivo contra o Boca e reforça importância do gol qualificado

O técnico Cuca adotou postura ofensiva nos treinamentos e reforçou a estratégia na conversa com o elenco do Santos antes da partida contra o Boca Juniors (ARG) nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), em La Bombonera, pela ida das semifinais da Libertadores da América.

O treinador insiste no discurso sobre enfrentar o Boca sem medo e lembra com frequência dos jogos contra LDU (2 a 1) e Grêmio (1 a 1). Os resultados fora de casa encaminharam a classificação.

Prova do planejamento de jogar de igual para igual em Buenos Aires é a provável escalação. O Peixe deve ter quatro atacantes de origem, com Soteldo como uma espécie de armador e próximo de Kaio Jorge. Alison e Diego Pituca à frente da defesa, Marinho e Lucas Braga pelas pontas.

O Santos fez ao menos um gol em todos os jogos fora de casa. E o gol como visitante é qualificado na competição continental. Para eliminar a LDU nas oitavas de final, o Alvinegro contou com os dois gols no Equador e passou mesmo com a derrota por 1 a 0 na Vila Belmiro.

O provável Peixe em La Bombonera é: John, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Soteldo; Marinho, Lucas Braga e Kaio Jorge.

Na outra semifinal, o Palmeiras venceu o River Plate por 3 a 0 na Argentina e encaminhou a vaga na grande final da Libertadores.