Tricolor sonha com contratação de atacante do Palmeiras. Clube busca Eduardo Sasha para centroavante, mas esbarra no Atlético-MG, e faz investida em zagueiro David Duarte, do Goiás

Com a vaga direta na fase de grupos da Libertadores confirmada e projeção para aumento da folha salarial, o Fluminense voltou a direcionar suas atenções para o mercado. E três posições são prioridades: atacante de lado, centroavante e zagueiro. Dos nomes levantados, o Tricolor estabeleceu alvos iniciais para cada uma: Willian Bigode (Palmeiras), Eduardo Sasha (Atlético-MG) e David Duarte (Goiás), respectivamente. Nenhum dos casos, porém, é de fácil resolução.

O principal desejo é Willian Bigode. A comissão técnica de Roger Machado vê o jogador de 34 anos como uma peça de peso para a disputa da competição continental. O interesse do clube pelo jogador foi dado inicialmente pelo “UOL”. A diretoria tricolor já entrou em contato com o estafe do atleta, empresariado por Eduardo Uram, e reforçou o grande interesse.

Willian tem um alto salário no Palmeiras, com quem tem contrato até o fim de 2021. O Fluminense sinalizou estar disposto a arcar integralmente com os vencimentos. Os moldes a serem tentados ainda não foram definidos. Uma possibilidade seria a rescisão com o clube paulista e a assinatura em definitivo com o Tricolor; outra saída seria uma renovação com empréstimo ao Flu.

Para atrair o atacante, o Fluminense não tem apenas o lado financeiro como obstáculo, mas também a questão pessoal. Desde 2017 no Palmeiras e multicampeão pelo clube, atacante é um dos líderes do elenco e a família está bem estabelecida em SP. A princípio, sua prioridade seria renovar e em segundo lugar, ir para o exterior. O Flu entende que, no Palmeiras, Willian é um “reserva de luxo” e aposta que o status de titular para a disputa da Libertadores possa atraí-lo para vir para as Laranjeiras.

Negociações com o clube paulista ainda não foram abertas em razão da final da Copa do Brasil. Passada a decisão, a expectativa é que as conversas sejam iniciadas. Willian encontra-se no México com a família curtindo “mini-férias” após a temporada 2020 com o Palmeiras. Só quando retornar que o atacante sentará com o clube paulista para debater renovação e também com seus empresários para ouvir sobre propostas.