Diretoria apresenta relatório de atividades realizadas na Santa Casa de Araçatuba


A reconexão da Santa Casa de Araçatuba com as instituições governamentais que fazem a gestão direta e indireta dos atendimentos prestados aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) foi um avanço que possibilitou ao hospital estabelecer parcerias para as providências necessárias à melhoria dos atendimentos, meta principal da nova diretoria da instituição.
Essa é a conclusão do relatório de atividades realizadas pelos novos gestores da Santa Casa de Araçatuba no período 8 de março a 31 de maio. O documento lista os principais itens da situação encontrada nos setores que atuam ou influenciam diretamente nos fluxos de atendimento do hospital.


Estoque de medicamentos e materiais cirúrgicos para somente 12 dias e falta de crédito para aquisição de estoque para 60 dias, período considerado como mais seguro à dinâmica hospitalar, déficit financeiro mensal de aproximadamente R$ 2,5 milhões, e alguns equipamentos de setores que dão suporte direto aos procedimentos médico-hospitalares, como na Central de Materiais Esterilizados (CME), foram alguns dos entraves para implantação imediata do plano de trabalho da diretoria que assumiu em 8 de março.
Através de reuniões realizadas com o diretor do Departamento Regional de Saúde, Rachides Castro Júnior, com o secretário-executivo da Secretaria de Estado da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano, com o governador Rodrigo Garcia, deputados que representam a cidade e a região e vereadores do Legislativo de Araçatuba, a diretoria conseguiu aportes imediatos para resolver a questão dos medicamentos e emendas parlamentares que darão um fôlego às finanças da instituição.


A retomada do diálogo entre a diretoria da Santa Casa de Araçatuba e o Governo Municipal resultou em avanços para a assistência aos pacientes e à logística necessária à ampliação dos atendimentos. Ao mesmo tempo, ancorou a retomada do diálogo com o Governo do Estado e com deputados federais de indicação de emendas para o custeio dos atendimentos.


Paralelamente, a diretoria fortaleceu a parceria com instituições direta e indiretamente ligadas ao hospital. O UniSalesiano, representado por padre Erondi Tamandaré e professor André Ornellas, respectivamente, diretor-geral e pró-reitor do UniSalesiano foi uma das consolidações. Um dos resultados imediatos foi a apresentação conjunta ao governador Rodrigo Garcia do projeto comprovando que a Santa Casa de Araçatuba cumpre todos os requisitos legais para ser transformada em Hospital de Ensino.


O fortalecimento da parceria com o UniSalesiano também resultou na ampliação do Internato Médico e Estágios para os alunos do curso de Medicina, reforma já concluída de ala no primeiro andar do hospital destinada à realização dos estudos e doação dos móveis e equipamentos necessários ao funcionamento dos 20 leitos do Serviço de Ortopedia e Traumatologia.