O prefeito Tarek Dargham registrou boletim de ocorrência após ataques do vereador Silvio Arias

A disputa acirrada na política de Guararapes (SP) ganhou um novo capítulo na última terça-feira (16). O prefeito Tarek Dargham (PTB) registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil por difamação. O alvo da denúncia é o vereador Silvio Arias (PTB), que gravou um vídeo nas dependências da Prefeitura onde se manifesta contrário a um veto do chefe do Executivo.

De acordo com a declaração, que traz o depoimento do prefeito, ele ouviu na última sexta-feira (12), o momento em que o vereador entrou no gabinete e passou a discutir com o assessor Edson Machi sobre a gravação de um vídeo. O vereador não teria autorização para fazer gravações no local.

Esse vídeo, circulou nas redes sociais no fim de semana e nele, o parlamentar, que é do mesmo partido do prefeito, reclama do fato do projeto “Adote Guararapes”, de autoria dele, ter sido vetado pelo Executivo. O assessor também registrou boletim de ocorrência contra Silvio.

O prefeito afirma que o vereador esperava que o projeto fosse sancionado por ele, no entanto, já existe desde 1997 uma lei que trata da adoção de praças por particulares. Tarek argumenta que algumas alterações incluídas por Silvio versavam sobre adoção de viadutos, monumentos e pontes, o que, segundo ele, foge do interesse público.

Após o vídeo, um áudio atribuído a Silvio Arias começou a circular também pelas redes sociais. Nele, um homem diz que, na sessão da última terça-feira (16), seriam derrubadas as “mentiras” e “inverdades”. O áudio também fala em corrupção e numa suposta “chacina da injustiça”.

Durante a sessão, nenhuma das ameaças feitas no áudio foi cumprida. Nenhum vereador apresentou qualquer denúncia com relação aos temas expostos. O vereador, Célio Aparecido Rodrigues, o Celinho Enfermeiro (PTB), usou a tribuna para defender a administração.

 

 

Fonte: Hojemais