Duílio nega interesse do Corinthians por Rony, mas não descarta possibilidade

Duílio Monteiro Alves conversou com a imprensa já durante a madrugada desta sexta-feira, depois do Corinthians golear o Botafogo-SP na Arena de Itaquera. O assunto principal, como não poderia deixar de ser, foi Rony. E o diretor de futebol corintiano mais uma vez negou que o clube esteja na disputa para contratar o atacante do Athletico-PR, mas, não descartou uma mudança de postura.

“Existe alguns colegas colocando que o Corinthians está na briga com o Palmeiras, em uma novela, mas isso não existe. O Corinthians fez uma consulta em dezembro ao Athletico, ficou sabendo do valor da multa de 12 milhões de euros e não caminhou com isso, parou aí. Depois disso, fizemos uma proposta oficial pelo Michael, que não deu certo”, comentou.

“O que a gente puder trazer de qualidade para essa posição, de lado de campo, como o treinador entende por causa do número de jogos da temporada. Mas, hoje, com o Rony, não existe absolutamente nada”, reiterou.

Questionado se não há qualquer possibilidade do Corinthians colocar uma proposta na mesa do Furacão, Duílio ponderou.

“Não, hoje não existe essa possibilidade. O Corinthians não vai fazer esse tamanho de investimento. No futebol, como vocês sabem, o dia de amanhã não podemos prever, mas hoje não existe nada. O Corinthians não fez proposta e entende que o valor é muito alto. É importante não gerar expectativa na torcida”.

“Se o Palmeiras realmente fez proposta, eu não sei, desconheço, porque não tenho contato com Athletico e nem jogador. O dia de amanhã a gente não sabe. No momento, Corinthians não pretende fazer esse investimento. Está encerrado aí. Mas, o dia de amanhã não quero cravar, porque no futebol as coisas mudam rapidamente”, explicou.

Apesar de garantir que o Corinthians não tem outra negociação em curso, o dirigente admitiu que a busca por um reforço para o ataque segue viva.

“É uma posição muito difícil. Posição que hoje vemos poucas opções no mercado, quase nenhuma. Trouxemos Everaldo no ano passado, que ainda não jogou por lesão. Chegam nomes diariamente, mas não quero revelar porque pode atrapalhar negociação. Mas estudamos algumas opções”.