Exportações biriguienses são 135% maiores em junho deste ano do que no mesmo período de 2021

Birigui apresentou aumento de 135% no volume de exportações em junho deste ano, quando comparado com o mesmo período de 2021. Obtendo o melhor saldo dos últimos 25 anos para o mês de junho, dentro da série histórica iniciada em 1997.

O valor exportado aumentou de US$ 1.924.182 para US$ 4.526.416, agregando US$ 2,6 milhões de dólares as vendas externas locais. Já as importações totalizaram US$ 6.588.606 no mês passado. As informações foram divulgadas pelo Ministério da Economia.

No ranking dos principais produtos exportados no mês, os destaques foram para calçados com US$ 1.890 milhão (41,77% do total) e soja com US$ 766.549 mil (46,94%). Resíduos de metais preciosos, que vem aparecendo na pauta exportadora, obtiveram vendas de US$ 750.073 mil (16,57%).

Conforme o levantamento, as exportações biriguienses alcançaram 24 países em junho. Os principais mercados atendidos pelas empresas da cidade foram: Alemanha (16,57%); Argentina (16,08%); Índia (14,36%); China (12,24%); Líbia (8,46%); Peru (4,81%), entre outros.

RANKING

Analisando o cenário nacional, Birigui aparece na 9ª posição entre os exportadores brasileiros de transformadores elétricos, cujas estatísticas de comércio exterior contabilizam mais de 150 municípios exportadores do produto nos primeiros cinco meses do ano.

A Capital Brasileira do Calçado Infantil ocupa o 9° lugar entre as 151 cidades exportadoras de calçados com sola exterior e parte superior de borracha ou plástico. O polo industrial também está na 15° posição entre os 119 municípios exportadores de máquinas e aparelhos para agricultura, horticultura, silvicultura, avicultura ou apicultura.