Jogador, que participa do Jogo das Estrelas, no Maracanã, afirma que episódio com Marcos Braz não passa de casualidade e tem foco na Inter de Milão

Marcello Neves, Matheus Dantas e Carlos Bandeira de Mello 27/12/2018 20:26 Rio de Janeiro (RJ)
O encontro entre Gabriel Barbosa, o Gabigol, e Marcos Braz, VP de futebol do Flamengo, na noite de quarta-feira, no Rio de Janeiro, não passou de uma mera casualidade, afirmou o atacante que defendeu o Santos em 2018. Na chegada ao Maracanã, onde disputará a 15ª edição do Jogo Das Estrelas, de Zico, o atleta negou qualquer acerto com o Rubro-Negro e diz que se apresenta a Inter de Milão, da Itália, em janeiro.

– Foi casual (o encontro). Levei minha mãe ao shopping para conhecer, tinha acabado de chegar (ao Rio de Janeiro). Fomos comprar algumas coisas. Nos encontramos, a gente sentou, conversou e nos conheceu – afirmou o atacante, antes de comentar o teor da conversa que teve com Marcos Braz:

– Como disse, foi algo natural. Tínhamos um amigo em comum. Nem falamos de futebol direito. Não teve nada a ver com o Flamengo – finalizou.

Apesar das palavras do atacante, o Flamengo tem, sim, interesse na vinda de Gabigol em 2019. A negociação está encaminhada, apurou a reportagem do LANCE!. Há uma semana, contudo, Marcos Braz avaliou a situação como “dificílima”, uma vez que o clube italiano fez um grande investimento no jogador há duas temporadas e o mesmo ainda não conseguiu mostrar bom futebol na Europa – antes de ser emprestado ao Santos – clube que o revelou – em 2018, Gabigol atuou no Benfica, de Portugal, onde não teve sequência e acabou dispensado.