Ela poderá responder criminalmente por falso testemunho, que prevê pena de até 4 anos de prisão

Um homem de 30 anos, morador no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Araçatuba (SP), foi baleado na madrugada desta sexta-feira (21). Ele estava com a companheira, que de acordo a polícia, recusou informar onde aconteceu o crime e quem foi o autor.

Segundo o boletim de ocorrência, pouco depois da 1h a Polícia Civil foi informada pela Militar de que um paciente baleado havia passado pelo pronto-socorro municipal e transferido para a Santa Casa.

O delegado plantonista foi ao hospital junto com um escrivão e em contato com a equipe médica eles foram informados que o paciente sofreu um tiro no queixo e estava intubado.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, a companheira da vítima, uma mulher de 26 anos, aguardava no hospital.

Discussão

Em conversa com policiais, ela disse que o companheiro dela discutiu por motivos banais com outra pessoa, pela qual foi baleada.

Porém, alegou não saber o local exato onde ocorreu o crime e não se recordar das características do autor do disparo, o que impossibilitou a realização de perícia.

Um inquérito será instaurado e a polícia tentará identificar o autor, que responderá por tentativa de homicídio.

A mulher também pode ser indiciada por falso testemunho, por recusar dar informações que ajudem a polícia a esclarecer o crime. A pena prevista é de 2 a 4 anos de prisão.

Fonte: Hojemais