Assumiu que havia ingerido bebida alcoólica e recusou teste do bafômetro; fugiu por medo de ser agredido


Um homem de 42 anos, morador no bairro Recanto dos Pássaros, em Birigui (SP), foi preso na tarde de domingo (9), acusado de fugir sem prestar socorro após atropelar um ajudante de motorista de 61 anos, residente no Parque da Nações.

Segundo a polícia, ele recusou o teste do bafômetro, mas exame clínico apontou que estava alcoolizado.

De acordo com o boletim de ocorrência, o atropelamento aconteceu por volta das 17h, na avenida Isaura Macarini Albani.

O acusado foi preso após o crime ter sido relatado à Polícia Militar por uma testemunha, que disse ter acompanhado o acusado até a rua João Ferreira Filho.

Os policiais foram até a residência indicada pela testemunha, onde foram atendidos por uma mulher, que apontou um GM Vectra que estava estacionado na garagem, com o para-brisa quebrado.

Após o carro envolvido no atropelamento ser localizado, o acusado se apresentou aos policiais e confessou o crime.

Ele disse ainda que havia ingerido bebida alcoólica, mas fugiu sem prestar socorro por medo de ser agredido por populares e porque o carro está com o licenciamento vencido.

O acusado recusou o teste do bafômetro, foi levado para o plantão policial e concordou em passar por exame clínico no IML (Instituto Médico Legal).

O médico que fez o exame disse que ele apresentava sinais de estar alcoolizado, mas não embriagado.

Apesar disso, o delegado que presidiu o flagrante optou pela prisão por lesão corporal culposa na direção de veículo, fuga de local de acidente e omissão de socorro.

Policiais estiveram no hospital e foram informados que a vítima sofreu diversas fraturas nas pernas e nos braços, recebia atendimento médico e o estado de saúde era considerado estável.


Fonte: Hojemais