Foi à unidade de saúde acompanhado da esposa e cometeu o crime enquanto a criança passava por atendimento médico acompanhada da mãe

Um homem de 31 anos foi preso na tarde de terça-feira (19) em Birigui (SP), acusado de furtar duas grelhas usadas como tampa de caixas para escoamento de água da chuva em uma UBS (Unidade Básica de Saúde) da cidade da cidade.

O acusado foi até à unidade de saúde acompanhado da esposa, levando o filho para atendimento médico. Segundo o boletim de ocorrência, o crime aconteceu pouco depois das 15h, na UBS do Toselar.

O flagrante foi feito por guardas municipais, que foram informados que enquanto a mulher acompanhava a criança no atendimento, o companheiro dela retirou as duas tampas de ferro na parte externa do prédio e as colocou dentro de um carrinho de mão utilizado para coletar materiais recicláveis.

Quando os guardas chegaram na unidade, o casal já havia ido embora, mas eles tiveram acesso à ficha de atendimento, onde constava como endereço uma casa nos fundos na rua Prof.ª Áurea de Campos Gonçalves, bairro Toselar.

A equipe foi ao imóvel, que estava com o portão da frente aberto. Ao entrar no quintal os guardas surpreenderam o investigado descarregando objetos do carrinho de mão, dentre eles, as duas grelhas furtadas na UBS.

Segundo o que foi relatado, o acusado confessou o furto, alegando que está desempregado, passando por dificuldades e que pretendia vender as peças em algum ferro-velho da cidade e arrecadar dinheiro.

Os guardas relataram que na presença deles, a companheira do investigado questionou se ele havia “feito cagada de novo” . Segundo o que foi relatado, o acusado tem passagens pela polícia por crimes contra o patrimônio.

Ele foi conduzido ao plantão policial e as grelhas apreendidas foram entregues a uma funcionária da UBS, que informou que apesar do furto, não foi constatado dano no local.

O delegado que presidiu a ocorrência decidiu pela prisão em flagrante pelo crime de furto e arbitrou a fiança no valor de R$ 1.200,00. Como o dinheiro não foi apresentado, ele permaneceu à disposição da Justiça.
FOnte: Hojemais