O Hospital Unimed Araçatuba (SP) emitiu nota na tarde desta terça-feira (30), comunicando que o estoque de relaxante muscular está baixo e não há previsão de receber novos insumos pelo menos até o início da próxima semana, 5 de abril.

O Hospital Unimed Araçatuba (SP) emitiu nota na tarde desta terça-feira (30), comunicando que o estoque de relaxante muscular está baixo e não há previsão de receber novos insumos pelo menos até o início da próxima semana, 5 de abril. O medicamento é usado para realizar a intubação e ventilação mecânica dos pacientes.

Segundo a nota, não há no momento medicação disponível para compra em nenhum lugar do País. “Isto está ocorrendo em todo o País, em todos os hospitais públicos e privados, devido à requisição administrativa realizada pelo Ministério da Saúde, em que as empresas produtoras da medicação estão proibidas de vender os insumos aos hospitais”, informa nota.

Ainda segundo o hospital, essa medida adotada pelo órgão federal poderá comprometer, em breve, o atendimento aos pacientes internados e a restringir novos atendimentos.

Junto com a nota, o presidente da Unimed Araçatuba, Flávio Garbelini, gravou um vídeo explicando que o momento é crítico. “No momento não temos como comprar medicamento para realizar a intubação e ventilação mecânica dos pacientes. Não sabemos aonde estão esses medicamentos, com quem estão esses medicamentos. Sabemos que nós estamos de mãos atadas” , diz.

Ele explicou que o Hospital Unimed tinha compromisso firmado com as empresas para garantir as entregas, as quais foram impedidas de cumprir os contratos.

Fonte: Hojemais