“A decisão sobre a sua vida e das pessoas que você ama está em suas mãos. Deus abençoe as suas decisões”, diz médico

Dois dias após o Hospital Unimed Araçatuba (SP) informar que chegou à capacidade máxima de atendimento aos pacientes com sintomas de covid-19, neste sábado (20) o Hospital Unimed de Birigui também chegou ao limite de atendimento.

O anúncio foi feito pelo presidente da Unimed Birigui, o médico Elias Antônio Neto, em vídeo publicado nas redes sociais da Instituição.

E ele deixou bem claro, ao finalizar o vídeo, qual a responsabilidade da população para tentar impedir que pacientes fiquem sem atendimento:

“A decisão sobre a sua vida e das pessoas que você ama está em suas mãos. Deus abençoe as suas decisões”, disse em vídeo.

Lotado

Dr. Elias, como é conhecido na cidade, inicia a fala dizendo que acabaram-se os leitos da UTI-Covid na área privada de Birigui.

Sem informar números, ele contou que foram dobrandos os leitos de UTI-Covid durante a pandemia, criadas novas alas, adquiridos mais respiradores e hoje o Hospital Unimed está com 60% de sua capacidade voltada exclusivamente a pacientes com sintomas da doença.

Ele ainda alertou que apesar de o “caos estar instalado”, com medicamentos começando a faltar, o País ainda não vive o pico da pandemia, pois os números estão em ascendência.

Agradecimento e alerta

O médico fez questão de agradecer aos profissionais que atuam na linha de frente no hospital, pela coragem que demostram desde o início da pandemia e pediu à população que não saia de casa.

“O perigo pode estar na esquina. Consuma somente o necessário e se possível, por delivery. Basta de paixões políticas. Não é hora de apontar o dedo para o político A ou B. O caos está instaurado”, alertou.

Segundo os dados repassados pela Secretaria de Saúde de Birigui ao governo do Estado, a cidade contabiliza 216 óbitos de pacientes com covid-19. Os números foram atualizados às 15h de hoje e informa ainda, 8.234 casos positivos da doença.

O levamento mostra que somente no mês de março o município registrou 31 mortes de pessoas infectadas pelo coronavírus, o que dá três mortes a cada dois dias. Em todo o mês de fevereiro foram 28, média de um por dia.
Fonte: Hojemais