Veículo teve pneu estourado ao cruzar canteiro central e atingiu vítima na calçada antes de bater em árvore


Um desempregado de 25 anos foi preso e um adolescente de 16 anos apreendido, acusados de roubar o carro de uma mulher no início da tarde de domingo (20), em Birigui (SP). Eles ainda atropelaram um idoso durante a tentativa de fuga. Um terceiro suspeito conseguiu fugir.

Segundo informado pela polícia, o roubo aconteceu por volta das 12h30, na rua Tupi, tendo como vítima uma mulher de 41 anos, residente no Vale do Sol.

Os bandidos fugiram com o Fiat Uno dela e, após colher as informações com a vítima, policiais militares saíram em patrulhamento.

O veículo foi visto no cruzamento da rua Egídio Navarro com a São Francisco, na vila Bandeirantes. Três pessoas estavam dentro do carro.

Os policiais deram ordem de parada, mas o condutor acelerou e o veículo passou a ser acompanhado.

Durante a fuga, o condutor cruzou o canteiro central da avenida Cidade Jardim, para fazer o retorno irregular, mas estourou um dos pneus do veículo.

Descontrolado, o carro subiu a calçada no outro lado da rua e atropelou um comerciante de 74 anos, que ficou preso debaixo do veículo, segundo a polícia. O carro ainda bateu em uma árvore.

Ainda segundo a polícia, o adolescente estava no banco traseiro, atrás do motorista, e foi detido no local.

O carro era conduzido pelo desempregado, que conseguiu fugir, pulou o telhado de várias residências e foi encontrado e preso dentro do banheiro de uma das casas, quando simulava tomar banho.

Ele foi reconhecido pela vítima como sendo o autor do roubo, preso em flagrante e seria apresentado em audiência de custódia.

O adolescente também foi apreendido e ficaria à disposição da Vara da Infância e da Juventude.

O idoso atropelado foi atendido por equipe de resgate e levado para o pronto-socorro municipal.

Segundo equipe médica que fez o atendimento, o paciente sofreu trauma no tórax, um corte na cabeça e permaneceu internado. O estado saúde era considerado estável.

O local onde ocorreu o atropelamento foi periciado por equipe do Instituto de Criminalística e o caso foi registrado como roubo, desobediência e tentativa de homicídio na condução de veículo.

Fonte: Hojemais