Ex-jogador foi chamado para função não remunerada em órgão prometido em campanha

O presidente eleito Julio Casares convidou Kaká para fazer parte do futebol do São Paulo em 2021 por meio do Comitê Avançado de Futebol (CAF), órgão anunciado pelo dirigente ao longo da campanha. Seria uma função voluntária e não remunerada.

Antes da eleição, Casares disse que o CAF seria um órgão auxiliar, e não executivo. Quando candidato, Casares também informou que gostaria de ter representantes da área médica, financeira e ex-atletas nesse departamento. Kaká foi um dos chamados.

Na última quinta-feira, Galvão Bueno comentou sobre a possibilidade de Kaká ir para o São Paulo, durante o “Seleção SporTV”.

É possível que também haja conselheiros não remunerado no CAF, órgão que não seria o responsável pelas decisões finais no futebol.

Elas ficariam a cargo do departamento de futebol, a ser formado por um novo diretor executivo (Rodrigo Caetano e André Zanotta são dois dos nomes com os quais há conversa) e Muricy Ramalho como coordenador técnico.

Antes de avançar na negociação com o novo diretor, no entanto, Julio Casares pretende definir o futuro de Raí. Ele foi convidado pelo presidente eleito para terminar a temporada no clube.

Uma reunião marcada para esta sexta-feira deve definir a situação. A perspectiva é de que Raí aceite o convite. Ele já declarou que tem vontade de continuar na função.