Um homem de 30 anos, morador no bairro Rosele, em Araçatuba (SP), foi preso pela Polícia Militar após ser condenado a 15 anos de prisão por ter estuprado o próprio filho, um menino com 4 anos de idade na época do crime.

Como o processo correu em segredo de Justiça, não há detalhes sobre a sentença. A prisão aconteceu na tarde da última sexta-feira (3), no lavajato onde o réu trabalhava, na avenida Waldemar Alves.

A reportagem do Hojemais Araçatuba apurou que o crime aconteceu em abril de 2016. Na ocasião, o réu foi preso após ser encontrado desacordado caído no meio da rua, no residencial Beatriz, depois de ser espancado por outros moradores.

A agressão aconteceu em um bar entre o bairro São José e o residencial Beatriz, por volta das 22h de 20 de abril daquele ano.

Na ocasião, a mãe do menino descobriu o abuso quando dava banho nele. A vítima relatou que estava com dor no ânus e que tinha sido abusada pelo pai.

O acusado estava em um bar próximo de casa e foi encontrado no local pela mãe do menino. Questionado por ela sobre o abuso, ele alegou que estava sob efeito de drogas quando cometeu o crime.

Demais frequentadores do bar ficaram sabendo do estupro e espancaram o réu, deixando-o desacordado no meio da rua. Ele foi levado ao pronto-socorro da Santa Casa com escoriações pelo corpo, lesão no rosto e fratura o punho de uma das mãos.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz da 3ª Vara Criminal, Emerson Sumariva Júnior, e a pena deve ser cumprida no regime inicial fechado.