Polícia

Condutor estaria com a CNH vencida; jovens estavam na faixa de pedestres e sofreram ferimentos

Vítimas estavam na faixa, quando foram atingidas; testemunha disse que condutor estava em alta velocidade

Vítimas estavam na faixa, quando foram atingidas; testemunha disse que condutor estava em alta velocidade. Foto: Divulgação

Duas estudantes, de 19 e 20 anos, moradoras em Barbosa e Glicério, foram atropeladas na noite de ontem (20), quando atravessavam na faixa de pedestre da rodovia Senador Teotônio Vilela, mais conhecida como Guatambú, em Araçatuba. O acidente ocorreu pouco depois das 23h em frente ao campus do Unisalesiano e o motorista fugiu sem prestar socorro às vítimas.

Ele estaria com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vencida. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar Rodoviária foi comunicada do caso. Chegando ao local, uma equipe encontrou um Ford Del Rey, com placas de Rubiácea, parado no meio da pista.

Uma das universitárias era socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), enquanto a outra permanecia caída no asfalto, aguardando atendimento médico. Ambas tinham saído da aula e atravessavam a faixa de pedestre para embarcar nos ônibus.

Próximo do automóvel estava uma dona de casa, de 33 anos. Ela contou que o companheiro, de 48, era quem conduzia o carro quando, de repente, sentiram um forte impacto. Assim que o motorista parou o Del Rey, a mulher desceu e foi ao encontro de uma das estudantes.

Em seguida, ela percebeu que o companheiro tinha fugido. A dona de casa ainda contou aos policiais que o companheiro está com a habilitação vencida e que, por isso, deixou o local. As vítimas, que tiveram leões pelo corpo, contaram que apenas se recordam que estavam atravessando a faixa, quando foram atingidas pelo veículo.

A versão foi confirmada por um motorista de Guaraçaí, que ainda relatou que o suspeito estaria em alta velocidade. O local onde ocorreu o atropelamento passou por perícia pelo IC (Instituto de Criminalística). O carro recolhido ao pátio de um guincho por estar com o licenciamento vencido. As universitárias foram levadas ao pronto-socorro da Santa Casa de Araçatuba.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a jovem de 20 anos foi medicada e liberada na manhã de hoje (21). Já a outra vítima, de 19, permanecia internada para tratamento pela equipe da buco-maxilo-facial. O estado de saúde é considerado estável.