Verdão vence o Paulistão com Luxemburgo, mas só cresce tecnicamente após a chegada do Abel e conquista a Libertadores e a Copa do Brasil

Não foi a sorte que levou o Palmeiras a fazer uma temporada histórica em 2020. O título da Copa do Brasil, confirmado no último domingo, fez o Verdão encerrar o seu ano esportivo com três conquistas expressivas, algo que não ocorria no clube desde 1993, e também deixou o seu torcedor em estado de alegria.

É verdade que o projeto palmeirense começou de um jeito e precisou buscar uma nova rota no meio do caminho. Mas a ideia de dar espaço aos garotos formados pela base se manteve presente do início ao fim e fez a diferença.

O início com Vanderlei Luxemburgo foi importante por dar respaldo aos garotos e iniciar um trabalho sem as mesmas contratações dos anos anteriores. Deu resultado com o Paulistão. A evolução técnica da equipe, porém, veio somente após a chegada de Abel Ferreira, com a transição comandada por Andrey Lopes.