Tudo o que você precisa saber sobre o jogo de volta das oitavas de final da Libertadores

No jogo de ida das oitavas de final, no Paraguai, o Verdão venceu por 3 a 0 e agora pode até perder por dois gols de diferença para se classificar. O vencedor do confronto enfrenta o Atlético-MG, que eliminou o Emelec na terça-feira.

Com grande vantagem, o Palmeiras tenta avançar às quartas de final da Libertadores pela quinta edição consecutiva. Se vencer, conquistará mais um recorde: o time de Abel Ferreira vai ficar isolado com nove vitórias seguidas, feito inédito na história do torneio sul-americano.

Líder do Brasileirão mesmo com a derrota em casa no último sábado, o Verdão vai jogar com estádio lotado mais uma vez: mais de 38 ingressos foram vendidos antecipadamente.

O Cerro Porteño precisa de muitos gols para fazer história no Allianz Parque (vencer por três gols para levar aos pênaltis ou quatro para avançar direto). No fim de semana, Chiqui Arce conseguiu sua centésima vitória no comando do time paraguaio.

Transmissão: Conmebol TV.

Prováveis escalações
Palmeiras – técnico: Abel Ferreira
Diferentemente do que ocorreu na semana passada, quando a comissão técnica decidiu poupar no Brasileirão antes do jogo no Paraguai, o Verdão usou os titulares na derrota contra o Athletico-PR, no último sábado – apenas Marcos Rocha foi preservado. Para o jogo desta quarta-feira, Abel pode decidir preservar alguns atletas por causa de desgaste.

Quem está fora: Gabriel Veron (corte no pé) e Jailson (cirurgia no joelho).

Pendurados: ninguém.

Cerro Porteño – técnico: Chiqui Arce

Para sonhar com a classificação, o Cerro Porteño precisa pensar em uma tática ofensiva para pressionar o Verdão fora de casa. Em desvantagem, a equipe paraguaia entra em campo obrigada a vencer por três gols de diferença para levar a decisão para as cobranças de pênaltis ou por quatro ou mais gols para se classificar no tempo normal.

Quem está fora: Angel Lucena, Fernando Romero, Alexis Duarte (departamento médico) e Federico Carrizo (problema familiar).

Pendurados: ninguém.