Expectativa é de que a definição saia entre quarta e quinta-feira. Neste momento, otimismo é maior no Palmeiras do que no São Paulo

Alexandre Pato deve definir qual será o seu próximo clube até quinta-feira. Essa é a expectativa de quem está envolvido na negociação. Neste momento, o otimismo é maior no Palmeiras do que no São Paulo.

O LANCE! conversou com diversas pessoas que estão acompanhando as tratativas ao longo desta terça-feira. Há diferentes versões sobre os valores apresentados por cada clube, mas um consenso: Pato ainda não deu sua palavra a ninguém, mas as últimas conversas indicam que ele está mais próximo do Palmeiras.

O Verdão, que conversa com Pato desde dezembro, oferece um contrato por produtividade até o fim deste ano, com previsão de aumento nos valores a partir de 2020 se o jogador de 29 anos atingir algumas metas. A proximidade do diretor de futebol Alexandre Mattos com André Cury, agente de Pato, é tida como decisiva.

Pato pagou 2,5 milhões de euros do próprio bolso para rescindir seu vínculo com o Tianjin Tianhai, da China, e deseja recuperar este investimento.

O São Paulo, com menor poder financeiro, ainda aposta no carinho que o atacante sempre demonstrou pelo clube, onde jogou entre 2014 e 2015. Nos bastidores do Palmeiras, no entanto, já há quem diga que Pato prefere jogar a Libertadores para estar mais próximo da Seleção Brasileira do que voltar ao Morumbi em um momento complicado. Pessoas ligadas à diretoria alviverde até negam que os valores oferecidos a Pato estejam muito distantes da proposta do São Paulo, algo que o LANCE! noticiou mais cedo.

Já está nos planos do Palmeiras negociar Miguel Borja na janela do meio do ano. A avaliação é de que o colombiano está desgastado, enquanto Deyverson não é muito confiável por seus recentes atos de indisciplina e Arthur Cabral é muito jovem.