Patrick vibra com classificação: “Time encarou as oitavas como uma final”


Autor de duas assistências na goleada do São Paulo por 4 a 1 sobre a Universidad Católica, nesta quinta-feira, no Morumbi, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, Patrick vibrou com a vaga assegurada na próxima fase do torneio, mas também pelo nível de atuação de sua equipe nos dois jogos contra os chilenos.

Depois de golear o rival no Chile por 4 a 2, o São Paulo novamente atropelou a Universidad Católica nesta quinta-feira. A diferença é que, desta vez, jogou até o último minuto com 11 atletas em campo – na ida, Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri foram expulsos pela polêmica arbitragem.

“Cada fase é uma fase, mas o espírito tem que ser o mesmo. Essas oitavas o time encarou como uma final, a próxima fase vamos encarar como uma final. É vencer, nosso objetivo é disputar o título. Seguir trabalhando e dando o máximo para conseguir passar de fase”, disse Patrick à Conmebol TV.

O Pantera foi quem deu o passe para Luciano abrir o placar no primeiro tempo e para Moreira estufar as redes na etapa complementar, marcando o terceiro dos quatro gols do São Paulo na partida.

No jogo de ida, Patrick havia iniciado a linda jogada que resultou no golaço de Calleri. Já no último domingo, o meio-campista sofreu o pênalti convertido por Luciano contra o Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro.

“Nosso objetivo era classificar, conseguimos nos classificar com duas boas atuações. Agora é descansar, virar a chave, porque no fim de semana temos outra competição, e se preparar para a próxima fase [da Sul-Americana”, prosseguiu Patrick, já projetando também o duelo com o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Brasileiro.

“O São Paulo é uma equipe muito forte, temos que continuar trabalhando e a cada fase elevar o nível”, concluiu.