“Rei do futebol” foi internado no hospital Albert Einstein, nesta terça-feira, e terá que retirar o cálculo renal, mas não se sabe se ele passará por um procedimento cirúrgico

Pelé pode ter de passar por uma nova cirurgia e ainda não tem previsão de alta. Nesta terça-feira, o ex-jogador de 78 anos foi internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, após desembarque para aeroporto de Guarulhos. Agora, ele terá de retirar cálculo renal. A informação foi publicada primeiramente pelo “UOL.”

O “Rei do Futebol” seguirá o tratamento iniciado na França, o que já estava previsto pelos médicos. O estado de saúde do ex-atleta é bom, ele seguirá internado e realizará exames para saber se existe necessidade de cirurgia para extração do cálculo.

Nas cinco noites em que esteve hospitalizado em Paris devido a uma infecção urinária e febre, Pelé também apresentou um quadro estável. O ex-jogador participava de um evento patrocinado ao lado do francês Mbappé na capital francesa. Além das duas infecções urinárias (2014 e 2019), ele fez operações na coluna (2015) e no quadril (2012 e 2016), o que atrapalha sua mobilidade.

– Enquanto eu estava aqui em Paris, eu sofri uma severa infecção urinária que requisitou assistência médica e cirúrgica emergencialmente. Mas, graças ao grande carinho do time de médicos do American Hospital of Paris, eu estou pronto para viajar para casa. Quero aproveitar essa oportunidade para (agradecer) a todos os brasileiros, aquele que ligaram para o hospital, que ligaram e desejaram meu pronto restabelecimento, muita gente que fazia prece. Graças a Deus foi tudo bem, estou aqui e viva nosso Brasil – comentou Pelé no desembarque em São Paulo.