Penápolis e Mirandópolis estão em estado de epidemia de dengue

Mais duas cidades da região  entraram em estado de epidemia de dengue: Penápolis e Mirandópolis. A região noroeste do estado de São Paulo é a que mais sofre com o problema. Mesmo já estando no outono, época que deveria ter menos contágio, ao considerar a macrorregião, que abrange também Rio Preto, são pelo menos 33 municípios que lutam contra o Aedes aegypti, mas ainda não conseguiram vencer o mosquito.

Segundo dados do Serviço de Vigilância Epidemiológica, até 18 de abril, foram registrados 182 casos positivos confirmados por exame laboratorial e outros 555 pacientes de Penápolis aguardavam os resultados dos exames. Duas pessoas morreram na cidade por causa da dengue.

Já Mirandópolis, conforme o último boletim, desta segunda-feira, dia 22, registra 910 casos positivos e uma morte confirmada. Duas mortes suspeitas foram descartadas e outra, de uma mulher de 36 anos que estava grávida de 6 meses, aguarda resultado do laboratório Adolfo Lutz.

Desde segunda (22), funciona um Pronto Atendimento especial no Postão de Penápolis para atender casos suspeitos de dengue. Uma equipe composta por médico, enfermeiro, três técnicos de enfermagem, três administrativos e um funcionário de serviços gerais trabalham exclusivamente com pacientes suspeitos de dengue. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 14h às 22h.