Santos é notificado e terá de pagar R$ 15 milhões de impostos pela transferência do camisa 10 da Seleção Brasileira ao Barcelona. Presidente lamenta nova ‘pedra no caminho’ do cofre

O Santos foi notificado pelo Fisco espanhol da necessidade de quitação de uma dívida de 3,5 milhões de euros (R$ 15 milhões) em impostos. O valor é referente a 21% dos 17 milhões de euros (R$ 74 milhões) recebidos pelo Peixe oriundos do pagamento do Barcelona pela transferência do jogador. De acordo com o presidente José Carlos Peres, a cobrança vai atrapalhar o planejamento para a próxima temporada.

– Como fazer planejamento se todo dia cai um esqueleto? Fisco cobra 21% da venda de Neymar. Santos vai ser impedido de sair do país. Não visitaremos nenhum clube europeu, não tem como sair fora (se não pagar). O valor é de 21% sobre 17 milhões de euros (R$ 74 milhões). É uma realidade não esperada e fora do planejamento. Mais um caso e todo dia aparece uma coisa – disse o dirigente, e completou:

– Tivemos um pouquinho de dinheiro na nossa conta e temos que pensar no clube. Clube tem muita dificuldade, já pagamos R$ 70 milhões nesse ano de dívidas da última gestão – ponderou o dirigente.

O Santos passa há anos por uma crise financeira, com extrema dificuldade para equilibrar as finanças. Nesta temporada, Peres acertou a venda do atacante Rodrygo ao Real Madrid por 45 milhões de euros (R$ 197 milhões). Parte do valor já foi pago pelo clube espanhol.