Corretor que mora em Penápolis foi agredido com golpes de telha e ameaçado com faca que foi apreendida

Dinheiro roubado foi recuperado e faca usada no crime foi apreendida (Foto: Hojemais Araçatuba)


Um carpinteiro de 24 anos e um ajudante de 32 foram presos na noite de terça-feira (11), em Penápolis (SP), acusados de assaltar um homem quando ele chegava na casa dele, no Jardim Boa Vista.

A vítima, um corretor de 63 anos, foi agredido com golpes de telha e teve dinheiro roubado. Ele revelou que um dos assaltantes já havia roubado R$ 7 mil dele dias antes.

O flagrante foi feito por equipe que estava em patrulhamento por volta das 20h30 e foi informada de um assalto a residência em andamento na rua Ipiranga.

Chegando no local, os policiais entraram no imóvel, que estava com o portão aberto, e viram dois homens pulando o muro dos fundos da casa.

A dupla foi acompanhada e durante a fuga, o ajudante geral caiu na calçada de uma casa na rua Maria de Fátima Duarte Guamieri. Na queda, ele bateu a cabeça no chão e foi rendido

Durante revista pessoal, os policiais encontraram com ele, R$ 1 mil escondidos dentro da cueca e mais R$ 13,60 no bolso da calça.

O outro acusado, conhecido como “Bolacha”, saiu pulando os muros de várias residências. O quarteirão foi cercado e ele encontrado sobre o telhado de uma casa na rua Valter Azenha Faleiros.

Segundo o boletim de ocorrência, ao ver os policiais, o carpinteiro tentou pular de um telhado para o outro, mas caiu.

Durante a tentativa de abordagem houve resistência e após o acusado ser detido e algemado, ele foi revistado e estava com R$ 828,00 em dinheiro.

Após prender os acusados, os policiais retornaram à casa da vítima, que contou ter sido rendida pela dupla quando chegava em casa de moto.

De acordo com o corretor, um dos ladrões o agarrou e, com uma “gravata”, o arrastou para dentro da casa e passou a agredi-lo com um pedaço de telha, pedindo dinheiro.

Enquanto a vítima era agredida, o outro assaltante foi até a cozinha e pegou uma faca, com a qual passou a ameaçá-la de morte.

Diante da situação, o corretor entregou o dinheiro que tinha. Nesse momento, os assaltantes perceberam a chegada da polícia e fugiram.

Fonte: Hojemais