Deic de Araçatuba participou da ação realizada pelo Denarc, de São Paulo, que resultou na prisão de 4 homens; droga seria distribuída para todo País, transportada em compressores de ar

Uma residência no bairro Dona Amélia, em Araçatuba (SP), estava sendo utilizada por uma quadrilha para guardar os mais de 600 quilos de cocaína que foram apreendidos na última quinta-feira (28) pelo Denarc (Departamento Estadual de Investigação sobre Entorpecentes), de São Paulo.

A ação teve apoio da Delegacia Seccional e da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) de Araçatuba. Dois homens foram presos, um deles no imóvel e o outro após deixar a casa transportando mais 140 tabletes de cocaína dentro de um compressor, em um veículo que foi abordado por investigadores.

Segundo o que foi apurado pelo Hojemais Araçatuba , esses dois presos eram da Grande São Paulo e havia cerca de um mês que um deles estava no imóvel onde a droga era armazenada. Há suspeita de que o entorpecente tenha sido trazido da Bolívia.

Flagrante

A reportagem falou nesta terça-feira (3) com o delegado divisionário do Denarc, Carlos Castiglioni, que explicou que a investigação teve início na semana anterior e apontava para Araçatuba como um ponto de distribuição de drogas em grande quantidade.

Uma equipe de investigadores foi enviada para a cidade e passou a monitorar a residência que seria o local onde a droga estaria armazenada.

Na quinta-feira de manhã um dos acusados deixou o imóvel conduzindo um veículo que já tinha sido visto anteriormente pelos policiais. Houve o acompanhamento e o investigado foi abordado quando se aproximava de Penápolis.

Ele transportava um compressor de ar, alegou que era trabalhador, mas apresentava nervosismo. Os policiais relataram o ocorrido para o Denarc e foi determinando que seguissem até à Delegacia Seccional de Araçatuba, onde seria solicitado apoio para voltar ao imóvel no bairro Dona Amélia.

Fonte: Hojemais