Millionarios conquistaram o seu quarto título de Libertadores após vencer o Boca em final disputada em Madri. Quintero entrou no segundo tempo e foi decisivo na prorrogação

O River Plate é o campeão da Copa Libertadores de 2018! Após polêmicas, violência, pedidos de anulação e datas remarcadas, os Millonarios finalmente entraram em campo neste domingo, no Santiago Bernabeu, em Madri, para vencer o Boca Juniors por 3 a 1, com gols marcados por Benedetto, Lucas Pratto, Martínez e Quintero – que entrou durante a partida para decidir com um golaço na prorrogação. O resultado deu o título para a equipe do técnico Marcelo Gallardo – que agora volta a atenção para o Mundial de Clubes, que começa no próximo dia 12.

Esta foi a quarta conquista de Libertadores do River Plate na sua história. Anteriormente, levantou o troféu em 1986, 1996 e 2015, e foi vice-campeao outras duas vezes. Antes da decisão, a equipe havia eliminado Racing (ARG), Independiente (ARG) e Grêmio no mata-mata, e passou por Santa Fe (COL), Emelec (COL) e Flamengo na fase de grupos.

Início truncado e nervoso
Tensão à altura do clássico. O árbitro teve trabalho no início da partida devido as duras entradas. Magallán e Fernandéz, Martinez e Isquierdoz… Ninguém aliviou. Nervoso, o River errava. Maidana quase marcou contra. No escanteio seguinte, Pablo Pérez apareceu livre na área, mas Armani salvou.

Bobeou, quase levou…
Bola tranquila, no campo de defesa, mas Ponzio dormiu no ponto e cometeu falta na entrada da área. Na cobrança, Benedetto acertou a barreira e viu a bola sobrar para Pérez que, de novo na pequena área, quase marcou.

A estrela de Benedetto
Na única vez que teve espaço, o Boca marcou. Lançamento de Nandez para Benedetto em contra-ataque. O camisa 18 tirou Maidana da jogada com um belo toque e saiu de cara para o gol. Com categoria, marcou o seu quinto gol em quatro jogos.