Real Madruga é campeão e quer vaga na taça Brasil

Histórico, para sempre na retina e memória de quem viu. O Real Madruga Araçatuba, conquistou na noite da última sexta feira (14), o título do campeonato Paulista da série A-1 de futsal. A equipe do técnico Leandro Luz, tem agora o direito de disputar em dois jogos, contra o Corinthians da Capital, atual campeão da Liga Paulista, uma vaga na taça Brasil de Futsal.
O Madruga, no jogo final, bateu a AABB/Mapfre pelo placar de 2 x 1, mesmo apenas precisando somente de um empate, em razão de ter feito melhor campanha na primeira fase e ter empatado o jogo de ida, na casa do adversário, em 2 x 2.

O JOGO
Empurrado por sua torcida, que lotou as dependências da Emeb Henny Ferraz Homem, no bairro Ipanema, além do imenso público que assistiu em telão na frente do ginásio, o Real Madruga fez logo de início, questão de mostrar sua força dentro de casa, e aos dois minutos de partida, abriu o placar com Juninho após passe magistral de Nícolas.

A equipe Araçatubense, entrou em quadra sem seu principal artiheiro, Japa, que estava suspenso. Com 1 x 0 no placar, Madruga poderia sofrer até 1 gol que ainda seria o campeão, sendo assim, passou a administrar o resultado e a AABB, com toque de bola incomparável, foi pra cima, porém, o primeiro tempo terminou 1 x 0 para a equipe do Madruga.

Na etapa final, apareceu um adversário já esperado para o time do Real, o cansaço, e todas as contusões que vinham sendo administradas pelo departamento médico.

Juninho se machucou, Nicolas voltou a sentir dores no joelho e o time, se combalia pelo intenso desgaste de toda a competição. Leandro Luz, se viu obrigado a contar com todos os jogadores do banco, inclusive, Guilherme Ortiz que foi inscrito apenas na reta final.

A AABB partiu para o tudo ou nada e chegou ao gol de empate no início do segundo tempo com Daniel Jessé. Com o empate, a tensão da imensa torcida foi a mil, a angústia bateu e a AABB se tornou toda pressão, hora de aparecer o brilhante goleiro Rafa, que durante todo o campeonato foi o grande destaque do time do Madruga. O momento de desespero a foi bola na trave em que a torcida inteira levou as mãos à cabeça.

Nos minutos finais, a AABB pressionou ainda mais, inclusive se utilizando de goleiro linha, Madruga, passou a viver de contra ataques, teve chances com Bruno Vinícius e Bruninho, além de Juninho que mesmo contundido voltou a participar.

A AABB, sempre parava em Rafa, quase que onipresente a cada bola da AABB. Faltando 20 segundos para terminar a partida, o Madruga teve falta a seu favor próximo a área pelo lado esquerdo.

Kleitinho, rolou para o tinhoso e Nicolas levou a bola à linha de fundo e cruzou para Bruninho empurrar para o fundo das redes da AABB. Ginásio abaixo, festa maravilhosa e inesquecível.

O Real Madruga devolve a Araçatuba sua tradição de destaque no futsal, colocando assim seu nome no topo do Estado de São Paulo. A noite foi longa e muita festa e alegria.

REAL MADRUGA
Rafa, Marquinho, Bolera, Bruninho, Bruno Vinícius, Allison, Kiko, Higor, Gustavo Villar, Kleitinho, Juninho, Japa, Nicolas, Guilherme Ortiz, Felipe.