último lote de restituição do Imposto de Renda 2018 foi liberado nesta segunda-feira (17). A Receita Federal fará o pagamento para 151.248 contribuintes, totalizando mais de R$ 319 milhões.

Você quer saber se têm direito a restituição ou se caiu na malha fina? Saiba o que fazer.

O primeiro passo para os contribuintes que não receberam a restituição é acessar o Atendimento Virtual (e-CAC) da Receita Federal, área em que é possível gerar um extrato da declaração e descobrir a atual situação.

“É nessa seção que o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal, ou se há alguma outra pendência que possa ser regularizada por ele mesmo”, informa a Receita.

Caso você note que há alguma inconsistência ou pendência na declaração, há duas maneiras de resolver o problema: pessoalmente ou online/por telefone.

Segundo a colunista do R7 Sophia Camargo, o contribuinte que identificar que há erros em sua declaração deve fazer a retificadora, no mesmo programa em que enviou a declaração do Imposto de Renda.

Sophia explica que, na tela “Identificação do Contribuinte”, é preciso responder à pergunta “Que tipo de declaração você deseja fazer?”, clicando no ícone “Declaração Retificadora”. Quanto antes você fizer a retificadora, menor a chance de a Receita chamá-lo para explicar-se pessoalmente — o que elimina a possibilidade de fazer o reparo online.

É preciso informar o número do recibo da declaração enviada anteriormente. É possível encontrar o recibo no arquivo enviado da declaração anterior. Se não tem mais esse arquivo, terá de procurar um posto da Receita Federal.

A Receita informa que, se a declaração não contiver erros e o contribuinte tiver todos os documentos que comprovem a sua renda e os descontos, basta aguardar uma convocação oficial do órgão ou marcar, pela internet, um local e data para apresentar tudo pessoalmente — isso pode antecipar a análise de sua declaração.

“O agendamento para declarações do exercício 2018 começa a partir de janeiro de 2019”, avisa a Receita.

Malha fina

Segundo a Receita, 628 mil declarações ainda estão retidas na malha finadevido a inconsistências nas informações prestadas. A quantidade de declarações retidas na malha fiscal corresponde a 2% do total de 31.435.539 declarações apresentadas em 2018.

Mais da metade das declarações omite rendimentos do titular ou dos dependentes (379.547 dos casos).

Do total de documentos retidos, 70,35% representam imposto a restituir e 25,88% têm imposto para pagar. Outros 3,77% não tem imposto a restituir nem a pagar.

 

fonte: r7.com