Depois de longa negociação com o Monaco, Peixe acerta com o lateral-esquerdo, por empréstimo até o fim de 2019, e preenche carência do elenco desde o início da temporada

Como o presidente José Carlos Peres já havia dito na última segunda-feira, a novela envolvendo a contratação de Jorge estava perto do fim e o último capítulo aconteceu na noite desta quarta-feira, quando o Santos anunciou a contratação do lateral-esquerdo por meio de sua conta oficial no Twitter. O vínculo, por empréstimo, vai até o fim de 2019.

Após semanas de negociação, o Peixe conseguiu a liberação do Monaco-FRA, que exigiu novas garantias bancárias do clube brasileiro. O acerto com os franceses foi finalizado na manhã desta quarta-feira e o anúncio só dependia da assinatura do contrato.

Como de praxe, antes de anunciar a contratação o perfil santista na rede social começou a fazer suspense sobre o que estaria para ser dito por ali, sempre de um forma bem humorada, com provocações aos torcedores rivais. A apresentação do jogador está marcada para esta sexta-feira, às 12h, no CT Rei Pelé.

Jorge pertence ao time monegasco, que em 2017 pagou 8,5 milhões de euros (aproximadamente R$29 milhões na época) ao Flamengo. No entanto o jovem, que completa 23 anos nesta quinta-feira, estava emprestado desde julho do ano passado ao Porto-POR, e não vinha recebendo oportunidades.

O lateral-esquerdo chega para ser opção em uma posição que foi problema para Sampaoli desde o início da temporada, quando utilizou Orinho, e Copete, improvisado. Recentemente o técnico argentino recebeu Felipe Jonatan, proveniente do Ceará, e agora Jorge, que deve ser o titular quando estiver liberado para jogar na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro