Meia-atacante de 24 anos chega por empréstimo até dezembro de 2020. Negociação foi concluída perto do limite do prazo para contratações de jogadores vindos do exterior

O São Paulo anunciou no fim da noite desta quarta-feira, perto do fechamento da janela para contratações de atletas vindos do exterior, a contratação do meia-atacante Vitor Bueno, que estava emprestado pelo Santos ao Dinamo de Kiev (UCR) desde agosto de 2018. Ele chega por empréstimo até dezembro de 2020.

Depois de muito relutar, o Santos aceitou reemprestar o jogador de 24 anos ao rival. Para que a negociação fosse concluída, era preciso que o Dinamo enviasse o ITC (documento de transferência) até 23h59 desta quarta-feira, o que acabou acontecendo.

Na negociação, o Tricolor abriu mão dos 10% a que teria direito sobre o valor pago pelo Santos ao Krasnodar (RUS) pela compra de Cueva, o que equivale a 700 mil dólares (R$ 2,7 milhões). Essa quantia só cairia nos cofres são-paulinos em março de 2022, quando está previsto o fim do pagamento do Santos ao clube russo.

Além disso, Vitor Bueno aceitou reduzir o salário que receberá no São Paulo para que R$ 600 mil sejam repassados ao Santos ao longo do período de empréstimo.

Bueno se destacou pelo Santos principalmente em 2016, quando ganhou o prêmio de revelação do Brasileirão na eleição da CBF. No mesmo ano, foi um dos principais jogadores no título paulista do Peixe e foi eleito o autor do gol mais bonito, contra o Capivariano.

Vitor lesionou o joelho direito em julho de 2017 e não retomou mais o bom futebol no Santos, tanto que acabou emprestado ao Dinamo de Kiev no meio do ano passado. Na Ucrânia, estava sem espaço.

Este é o terceiro reforço da era Cuca no São Paulo. Antes, chegaram Alexandre Pato e Tchê Tchê.