Ex-jogador do Bragantino está no Zenit, da Rússia, e poderia se beneficiar de decisão da Fifa por causa de guerra com a Ucrânia

O São Paulo conversou com representantes do meia Claudinho, do Zenit, da Rússia, para avaliar a possibilidade de contratar o jogador, que foi um dos artilheiros do Brasileiro de 2020, com 18 gols.

A resposta, porém, afastou o clube do atleta: ele pretende continuar na Europa e teria conversas com a Roma, da Itália, e o Olympique de Marselha, da França.

Claudinho foi eleito o melhor jogador do campeonato russo, em que o Zenit foi campeão, e está valorizado no mercado.

Por ser um estrangeiro no Rússia, Claudinho pode se beneficiar de uma decisão da Fifa que estendeu até junho de 2023 a possibilidade de atletas nessa condição suspenderem seus contratos por causa da guerra com a Ucrânia.

Assim, a transferência, se avançasse, poderia ser feita sem um pagamento aos russos.

A sondagem nem avançou a valores, sabidamente altos, após a primeira resposta dos representantes do meia.

A diretoria do São Paulo, com pouco poder de investimento, tem buscado opções para reforçar o time de Rogério Ceni.

O atacante Marcos Guilherme, livre após rescindir com o Internacional, já foi contratado pelo clube. Ele, porém, testou positivo para Covid recentemente e ainda não pode se reunir com os dirigentes para sacramentar o negócio.