Mudanças no Plano São Paulo foram anunciadas nesta terça-feira; região de Presidente Prudente volta para a Fase Vermelha


Nos finais de semana prolongados do Natal e do Ano-Novo, apenas os serviços essenciais estarão autorizados a funcionar no Estado de São Paulo. O anúncio foi feito em entrevista coletiva no início da tarde desta terça-feira (22) pelo governo do Estado direto da sede do Butantan.

Também foi anunciada a regressão da região de Presidente Prudente para a Fase Vermelha do Plano São Paulo, devido ao avanço da pandemia. Porém, as demais regiões permanecem na Fase Amarela.

As medidas restritivas foram anunciadas pelo secretário de Estado de Saúde, Jean Gorinchteyn, após reunião do Centro de Contingência do Covid-19. Ele lembrou que após grande parte do Estado ter sido elevado para a Fase Verde, o governo precisou regredir todas as regiões para a Fase Amarela, como medida de alerta.

Entretanto, disse que não houve comprensão por parte da população em respeitar as regras de distanciamento, ocasionando nas últimas quatro semanas, aumento de 54% nos casos de coronavírus no Estado, 34% nos óbitos e 13% nas internações.

As novas medidas foram anunciadas pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, que comentou que no início da quarentena, em 24 de março, havia a perspectiva de que ao final do ano, a vida poderia voltar ao normal.

Entretanto, disse que a realidade às vésperas do Natal é diferente do que era imaginado, ressaltando que o esforço feito até agora valeu a pena, pois milhares de vidas foram salvas.

“Ninguém tem dúvida da gravidade da doença, pois todos conhecem que alguém morreu. É preciso finalizar o ano com a mão na consciência, para entender que não é momento de festa”, declarou.

Patrícia Ellen comentou que São Paulo sempre se esforçou para trazer um plano que permitisse que as atividades econômicas funcionassem.

De acordo com ela, graças a esse trabalho, os números da pandemia no Estado de São Paulo estão abaixo dos demais países do mundo e do Brasil, no comparativo para cada 100 mil habitantes, mas é preciso manter o cuidado para não chegar à situação do restante do mundo.

Mudanças anunciadas nesta terça-feira:

Presidente Prudente está regredindo para a Fase Vermelha;

De 25 a 27 de dezembro e entre os dia 1 e 3 de janeiro, funcionam apenas os serviços essenciais;

Em janeiro, nenhuma região avançará à Fase Verde.

O governo informou que devido a essas medidas anunciadas agora, a próxima reclassificação do Plano São Paulo, que estava agendada para 4 de janeiro, foi adiada para o dia 7 de janeiro. Segundo a secretária, o objetivo é não mascarar os números, já que se espera uma redução temporária com as restrições anunciadas agora.